Moleira do bebê
CUIDADOS COM O BEBÊ

Moleira do bebê: tudo o que você precisa saber

Tempo de leitura: 6 min

A moleira do bebê existe com o propósito de tornar a sua vinda ao mundo mais fácil no momento do parto.

Afinal de contas, embora o parto seja uma etapa complicada tanto para a mamãe quanto para o bebê, o corpo de ambos se adapta a essa situação.

Com a moleira, a cabeça do seu filho fica bem molinha e, após o seu nascimento, ela segue assim por um tempo, exigindo muita atenção dos papais durante os primeiros meses de vida do pequeno.

E para te ajudar com o máximo cuidado com a moleira do bebê, nós preparamos esse artigo completo, explicando em detalhes sobre essa parte, como ela deve ser, como protegê-la e, principalmente, quando você deve se preocupar com ela.

Vamos descobrir tudo isso e mais um pouco?

O que é a moleira do bebê?

o que e moleira do bebe - Moleira do bebê: tudo o que você precisa saber

A moleira do bebê também pode ser chamada de fontanela e, cientificamente falando, se trata de uma membrana fibrosa que ocupa os espaços entre os ossos do crânio do seu filho.

Essa membrana se vê presente tanto na parte da frente quanto na parte de trás da cabeça, pois assim facilita a passagem do seu bebê pelo canal vaginal no momento do parto.

Além do mais, as moleiras também existem para comportar todo o crescimento cerebral dos bebês no primeiro ano de vida deles.

Para que serve a moleira do bebê?

Como você viu acima, a moleira do bebê é uma região molinha na cabeça dos pequenos.

A sua existência serve justamente para que, no momento do parto, haja uma movimentação dos ossos que facilite o parto tanto para o bebê, quanto para a mamãe.

Logo, o seu filho consegue passar com mais facilidade pelo canal vaginal por conta das moleiras, sendo uma forma natural que o corpinho dele encontrou de tornar esse momento menos difícil.

Lembrando que, assim como todas as partes do corpo de seu pequeno, o crânio e cabecinha dele estão em desenvolvimento, então, em um momento, esses espaços da moleira irão se fechar, conforme crescem os ossos.

Então, pode ficar tranquila quanto a essa região após o parto, pois ela também existe por conta do crescimento constante do seu cérebro, algo que acontece até os dois aninhos de idade.

Como deve ser a moleira do bebê?

Quando deitado, a moleira do bebê deve ser plana ou levemente deprimida quando ele fica em posição vertical.

É comum que essas áreas pulsem de acordo com certos movimentos sutis que causem elevação.

Nesses casos, não precisa se preocupar, pois se trata da pressão arterial do cérebro do bebê.

Principais cuidados com a moleira do bebê

A moleira do bebê é uma região mega sensível, por isso você deve tomar alguns cuidados especiais:

  • No banho: no momento do banho, evite pressionar a moleira do bebê ou esfregá-la com muita força, pois essa área é delicada.
  • Em meninas: em sua bebê, evite os enfeites de cabelo, principalmente faixas, pois elas podem gerar desconforto e pressão nessa área.
  • Sobre a formação de casquinhas: se as casquinhas surgirem, não se assuste, isso é completamente normal. Uma dica é deixar o algodão com óleo em cima da casquinha, até que ela fique mais mole e deixe mais fácil a limpeza na região.
  • Pediatra: ao realizar a visita ao pediatra, você verá que é comum que ele apalpe a moleira do bebê. Não há necessidade de se assustar com essa atitude, pois ela é comum e faz parte do exame de rotina do seu filho.
  • Medição do perímetro encefálico: é fundamental fazer a medição do perímetro encefálico do bebê em todas as idas ao pediatra. Durante todo o primeiro aninho de vida do seu filho, essa medição irá ajudar no acompanhamento do desenvolvimento do bebê.
  • Ficar de olho na moleira com frequência: os papais devem ficar sempre de olho nas condições e estado da moleira do bebê. Note como ela fica em cada comportamento do seu filho, como quando ele está deitado, em pé, no colo ou em movimento e, caso note algo estranho, relate ao seu pediatra.

Quando devo me preocupar com a moleira?

preocupacoes sobre a moleira do bebe - Moleira do bebê: tudo o que você precisa saber

A moleira deve ser motivo de preocupação caso ela feche muito cedo ou muito tarde.

A fontanela posterior, ou seja, a da frente, costuma fechar por volta dos dois primeiros meses de vida do seu pequeno.

Já a fontanela anterior, por sua vez, costuma levar de 7 a 19 meses para fechar.

Moleira do bebê alta X Moleira do bebê funda

A moleira do bebê alta é normal em determinadas atividades do seu pequeno, como quando ele chora e faz força, aumentando assim a pressão arterial de sua cabeça.

Porém, deve-se ficar atento, pois a moleira alta também pode estar sinalizando um problema maior.

Por exemplo, ela pode estar indicando sinais de febre ou doenças como meningite, então, é importante consultar o pediatra quando notar a moleira muito alta.

Já a moleira do bebê muito baixa pode indicar que seu pequeno não está conseguindo desenvolver o seu crânio da maneira correta.

Além do mais, a moleira baixa pode indicar desidratação, então, fique atenta em relação a quantidade de líquidos que seu bebê está consumindo.

Quando a moleira do bebê fecha?

Como adiantamos acima, a moleira do bebê que fica localizada na frente de sua cabecinha costuma fechar entre 12 a 18 meses.

Já a moleira da parte posterior do crânio, ou seja, a da parte de trás da cabecinha do seu filho, costuma fechar em mais ou menos 2 meses.

O ideal é que até os dois anos de idade o seu pequeno já esteja com a cabeça durinha e o crânio formado.

O alerta fica para que, caso essa região feche antes do tempo considerado normal, ou seja, entre os 3 e 4 meses, os papais devem ir em busca de ajuda médica para evitar o surgimento de problemas.

Então, busque ajuda de um pediatra, pois o seu bebê provavelmente passará por um processo cirúrgico para que o cérebro dele consiga crescer.

Essa condição é rara, mas não deve ser descartada. Seu nome é cranioestenose e ficou popularmente conhecida como “doença da moleira fechada”.

Conheça o site da Laleblu e confira as nossas peças para deixar o seu bebê sempre confortável!

Conclusão

Agora você já sabe que a moleira do bebê é completamente normal em todos os recém nascidos e que, em um primeiro momento, a sua função é tornar a hora do parto mais fácil para o seu pequeno.

Depois, a moleira é fundamental durante todo o primeiro aninho de vida de seu filho, devido ao crescimento e desenvolvimento de seu cérebro.

Então, fique de olho nas nossas dicas de cuidados com a moleira do seu bebê, para que ocorra tudo bem com essa parte de seu corpinho.

Você também pode gostar...