significado do choro do bebê
CUIDADOS COM O BEBÊ

Choro do bebê: Veja como identificar as causas e como acalmá-lo

Tempo de leitura: 6 min

Você sabia que existem vários tipos de choro do bebê e diversas maneiras de identificar qual é cada um?

As lágrimas são a maneira que seu pequeno terá de se comunicar com você por um bom tempo, por isso é importante reconhecer seus motivos.

De começo pode ser difícil entender qual a razão de cada pranto. Dor? Fome? Sono? Desconforto?

Mas acredite, a convivência com ele irá fazer você entender rapidamente quais as causas.

Enquanto isso não acontece, separamos esse artigo para te ajudar a identificar alguns tipos de choro do bebê e, claro, te ajudamos a resolvê-los.

Siga a leitura!

A importância de identificar o choro do bebê

Desde o momento que nasce, o choro do bebê é sua forma de se expressar até ele aprender a falar.

Identificar as razões de suas lágrimas é importante por conta das indicações de saúde que ele pode dar.

Um choro pode ser de cólica, dor de ouvido, desconforto com uma roupinha, fome e até mesmo birra.

Para ajudá-lo, é preciso saber identificar a origem do pranto e, na maioria dos casos, ao resolver o problema o choro acaba.

tipos de choro do bebe - Choro do bebê: Veja como identificar as causas e como acalmá-lo

Quais são as causas do choro do bebê?

Abaixo, confira oito tipos de choro do bebê e como identificá-los:

– 1. Fome ou sede

Nos primeiros meses de vida, a fome é como uma dor para o bebê. Por isso ele costuma chorar bastante para demonstrar que está faminto.

Esse choro do bebê costuma vir com alguns gestos específicos, como a mãozinha abrindo e fechando ou colocando o dedo na boca para chupá-lo.

Há também um som parecido com um “né” que é acompanhado de um movimento de sugar.

Se esse for o caso, basta alimentar o seu pequeno para o choro parar.

E tenha paciência, pois no começo ele ainda estará aprendendo o que é a amamentação e como fazer esse processo acontecer.

– 2. Sono

Esse choro do bebê costuma ser bem alto, agudo e irritado. Aqui, seu filho também irá dar sinais de impaciência.

Para notar se a causa é mesmo o sono, basta reparar há quantas horas ele está acordado.

A sugestão nesse caso é acalmá-lo em seu colo, deixar o ambiente um pouco mais escuro e tranquilo, enquanto canta uma música para embalar o seu soninho.

– 3. Dor

Quando o choro do bebê acontece por conta de alguma dor, ele aponta para o local em que está passando mal.

Nessas situações, nós indicamos o levar ao pediatra, pois a causa da dor pode ser uma lesão, infecção ou resfriado.

– 4. Desconforto 

As lágrimas por desconforto também costumam ser altas e com o bebê impaciente, com movimentos corporais mais bruscos.

Algumas causas do desconforto podem ser:

  • Fralda suja ou molhada;
  • Muito frio ou calor;
  • Roupinha apertada;
  • Posição no berço.

Repare em todos esses aspectos para ver se o choro dizia respeito a um deles.

– 5. Manha ou pirraça

Nesse choro do bebê, é normal que ele se mostre irritado e nervoso.

Este pranto vem a partir dos nove meses de idade, quando ele percebe que é com o choro que consegue as coisas que quer.

Se você notar que o que ele pede é não é algo tão necessário, não ceda ao choro, pois você irá perder o controle e ele irá ganhar a birra, a tornando cada vez mais comum.

– 6. Cólica

Essa situação é comum principalmente nos primeiros dias de vida, em que as cólicas são mais frequentes.

Aqui, o choro do bebê é desesperador e agonizante. Ele vem com alguns sinais, como testa enrugada, abdome esticado e perninhas levantadas.

O choro de cólica pode vir após a amamentação e para evitar isso, o ideal é o alimentar o mais retinho possível.

Algumas dicas para o acalmar e aliviar são:

1- Massagem esticando e encolhendo suas perninhas;

2- Colocar o seu filho deitado de barriga para baixo no comprimento de todo o seu braço.

– 7. Medo

Nas situações de medo, o choro do bebê costuma ser uma reação rápida a algo que o assustou.

Pode ser uma porta batendo, um objeto caindo ou até mesmo a visão de algum estranho.

Para essa situação, basta o pegar no colo, fazer contato físico com ele e demonstrar segurança para acalmá-lo.

– 8. Nascimento dos dentinhos

Esse choro do bebê costuma vir entre os 4 e 10 meses, quando os dentinhos começam a nascer.

Aqui, um sinal que é essa a razão de suas lágrimas é quando ele começa a querer colocar tudo na boquinha para aliviar a coceira e dor que seus novos dentinhos causam.

Você também pode notar se as gengivas estão inchadas e vermelhas, pois esses são sinais físicos que o corpo dele pode dar.

Nessa fase, escove bem as gengivas dele com gaze ou toalhas molhadas, para ajudar no alívio e higienizar a área.

Dar um mordedor também pode ajudar a parar esse choro do bebê e, caso seu pediatra indique, alguma pomada pode ser usada.

choro do bebe como identificar - Choro do bebê: Veja como identificar as causas e como acalmá-lo

Como acalmar o bebê?

Como você viu acima, identificar qual o choro do bebê é fundamental, pois geralmente a forma de acalmá-lo é solucionando o problema que provoca suas lágrimas.

Assim, na maioria dos casos, basta verificar se ele está com a roupinha certa para a estação do ano, se está com a fralda limpa, o sono em dia ou para onde ele aponta enquanto chora.

Algumas outras táticas que colaboram para acalmar o bebê nessas horas são:

  • Colocá-lo no carrinho e niná-lo por alguns minutos;
  • O pegar no colo e cantar uma música;
  • Ligar uma música pacífica;
  • Ligar aparelhos que acalmam o bebê com o barulho, como aspirador de pó, exaustor, TV fora da estação ou máquina de lavar.

Quando procurar ajuda médica para o bebê?

O bebê deve ser levado ao pediatra em casos de:

  • Sua temperatura estar muito alta;
  • Se ele respirar com dificuldade;
  • Se ele tem dormido mais que o comum;
  • Se sua pele apresentar cores diferentes;
  • Se a pele tiver lesões;
  • Se nenhuma solução para encerrar seu choro funcionar.

 

Confira mais de cem produtos que ajudam a deixar o seu bebê mais confortável.

Conclusão

Como você notou ao longo deste artigo, identificar o choro do bebê é fundamental para reconhecer alguns problemas de saúde e situações em que ele está pedindo por ajuda.

As causas das lágrimas podem variar desde dor, fome até cólica e susto.

Para acalmá-lo, geralmente basta resolver a situação que está o incomodando, como trocar a fralda, o amamentar, fazer massagem para cólicas ou trocar sua roupinha.

Entretanto, há casos em que é preciso notar alguns sinais especiais, para ver se não é o caso de levá-lo ao médico. Atente-se a todos os sinais.

 

Você também pode gostar...