CUIDADOS COM O BEBÊ

Amamentar recém-nascido: o que toda mãe precisa saber

/
7 0
amamentar recém-nascido
Tempo de leitura: 4 min

A amamentação é uma das principais formas de criar laços com seu bebê e ainda nutri-lo. No entanto, amamentar recém-nascido é uma etapa que pode parecer difícil sem uma orientação adequada. 

Por esse motivo, é necessário conhecer algumas dicas que possam trazer mais segurança e praticidade na hora de amamentar. Pois, mesmo que seja um processo natural, não faz mal aprender um pouco mais para garantir todos os seus benefícios.

Desse modo, conheça a seguir como amamentar um recém-nascido e tudo o que você precisa saber sobre esse procedimento tão especial.

Amamentar recém-nascido: o que toda mãe precisa saber

A importância de amamentar

A primeira lactação produzida se trata de uma substância especial, chamada colostro. É um fluido amarelado, cheio de proteína e de anticorpos que impulsionam a imunidade, o que é ótimo para o bebê. O colostro é tão rico em anticorpos e nutrientes que os médicos o denominam de “primeira vacina”.

Geralmente, o colostro dura até 3 a 7 dias após o parto e, vale ressaltar que, não é produzido em grandes quantidades. No entanto, não subestime a sua capacidade ou a do bebê. Isso porque o estômago de um recém-nascido é bem minúsculo, cabendo entre 3 a 5 ml nos primeiros dias.

Já o leite materno, contém minerais e nutrientes que também são fundamentais para o desenvolvimento do bebê. A sua nutrição é tão importante que diminui as chances de:

  • Infecções no ouvido.
  • Alergias.
  • Eczema.
  • Asma.
  • Vômitos.
  • Diarreia.
  • Pneumonia.
  • Diabetes juvenil.
  • Obesidade na adolescência e idade adulta.
  • Síndrome da Morte Súbita Infantil (SMSI).

Como amamentar um recém-nascido?

Logo ao nascer, o bebê já possui um instinto para mamar. Contudo, tenha em mente que amamentar um recém-nascido pode levar um tempo para que você e seu bebê se acostumem. Isso porque mesmo com os instintos induzindo o ato, ainda se trata de uma primeira vez para vocês dois. 

A pega correta

Uma boa pega é essencial. A mais utilizada é a que o bebê fica totalmente voltado para a mãe. A sua cabecinha fica na altura do mamilo e a sua barriga encostada na barriga da mãe. 

Ele deve, ainda, abocanhar não só o bico como também a aréola ou, pelo menos, grande parte dela. O posicionamento correto dos lábios do bebê considera que eles devem estar levemente voltados para fora e proporcionando uma “vedação” entre o peito e a boca.

Em se tratando de segurar a mama, é aconselhável não usar os dedos em posição de tesoura. Uma vez que ela pode dificultar o contato da boca do bebê com a aréola. A sugestão é formar um grande C com o polegar posicionado na parte superior e os outros quatro dedos na parte inferior. 

Por fim, varie de peito conforme achar necessário. Isso evita a mastite e garante a qualidade da amamentação.

A amamentação

Com um bom posicionamento, é hora de focar em como o bebê está se alimentando. Desse modo, observe se o bebê está engolindo. Visto que a sucção não nutritiva não é bom em excesso. 

Para notar isso, observe:

  • A garganta e o queixo estão se movimentando.
  • As bochechas fazem covinhas durante a sucção. 
  • O peito ficou um pouco mais macio após a mamada.
  • O bebê está fazendo xixi e cocô.

Nos primeiros dias, é comum haver de 1 a 3 fraldas molhadas por dia. Você pode, também, contar com fraldas com indicador de umidade por urina ativada para ter certeza.

Tente ainda fazer um controle de mamadas.  Cada mamada pode durar entre 20 a 45 minutos, de 3 em 3 horas.


💡 Baixe o eBook Controle de Mamadas e aprenda o passo a passo!

ebook Controle de Mamadas

Não se preocupe. Nós não fazemos SPAM.


Agora, se o leite estiver “empedrado”, priorize a massagem na mama e coloque o bebê para mamar. Essa é a forma mais indicada e eficaz de alívio nessa situação, visto que o próprio bebê também contribuirá estimulando o leite sair. 

Nutra o seu filho da melhor maneira possível

Agora, que você conheceu as principais dicas para amamentar recém-nascido, nutra o seu bebê da melhor maneira possível. Caso, dependendo d situação, não seja possível amamentar, entenda que há ótimas alternativas de fórmulas de leite disponíveis. 

Por isso, converse sempre com o seu médico. O fundamental é que o seu bebê obtenha a nutrição necessária para crescer saudável.

Além disso, evite os bicos artificiais no período de amamentação. Pois, no momento em que o bebê ainda não está mamando de maneira eficiente, eles podem confundir e atrapalhar na hora da amamentação.
Desejamos a você e ao seu bebê muito amor e saúde nessa etapa tão linda. Até mais.

Posts Relacionados
/

A amamentação é uma das principais formas de criar laços com seu bebê e ainda…

0 0
/

A amamentação é uma das principais formas de criar laços com seu bebê e ainda…

0 0
Leave a Reply

Your email address will not be published.