DICAS PARA MAMÃES

Você sabe como emagrecer depois da gravidez?

/
6 0
222308 voce sabe como emagrecer depois da gravidez 1024x683 - Você sabe como emagrecer depois da gravidez?
Tempo de leitura: 6 min

Você já se perguntou como ficará seu corpo após a gravidez e se ele vai voltar ao normal? Se sim, você não está sozinha! Mais que um questionamento estético supérfluo, é importante falar sobre isso porque o ganho de peso após o parto é um dos fatores que determina a obesidade em mulheres e o efeito parece se acumular a cada gestação. 

No texto de hoje, vamos contar os segredos de como emagrecer depois da gravidez de forma saudável e qual é o melhor período para isso. Confira!

Cuide-se antes mesmo da gravidez

Estudos científicos demonstraram que existe uma relação entre o estado nutricional antes da gestação  (IMC) e a dificuldade de perder peso após o parto. O dado é bastante razoável se pensarmos que a gravidez é uma fase em que a mulher com peso adequado aumenta, em média, 12,5 kg. Assim, se você já estiver acima do peso antes de engravidar, tende a sofrer ainda mais com as alterações do metabolismo nessa fase. 

Já ficou provado também que a obesidade na gravidez está associada a maior prevalência de pressão alta durante a gestação, a casos de diabetes, ao tromboembolismo, às limitações na capacidade de amamentar e a algumas ocorrências de infecção no nascimento. De qualquer maneira, lembre-se: ganhar uns quilinhos depois da gravidez é comum!

Alimente-se bem durante a gestação

Durante a gestação, é importante fazer um acompanhamento nutricional para que a alimentação seja adequada e supra as suas necessidades e as do bebê. É importante que você saiba que uma dieta balanceada contribui para a prevenção de uma série de complicações e garante as reservas biológicas necessárias ao parto, ao pós-parto e à lactação, além de ajudar no ganho moderado de peso.

Por isso, você, mamãe, deve realizar refeições bastante variadas, incluindo:

  • azeite extra virgem;
  • leite e derivados;
  • vegetais folhosos, legumes e frutas;
  • carnes, de preferência assadas ou grelhadas, inclusive peixes;
  • fígado (uma vez na semana);
  • ovos;
  • leguminosas (feijão, grão de bico, lentilha, ervilha);
  • cereais, como o arroz integral.

Após o parto, a tendência é que toda a rotina saia dos eixos devido aos cuidados com o bebê, sobretudo se não houver apoio familiar. Por isso, faça escolhas práticas, como consumir iogurtes, castanhas e barrinhas de cereais. Quanto às refeições, planeje o menu uma vez por semana e faça as compras de acordo com ele. Uma boa estratégia é tirar um dia da semana para preparar marmitas e deixá-las congeladas e prontas para consumo!

Organize a rotina da casa

Se quiser ter uma boa qualidade de vida, o planejamento deve ser uma prioridade. Assim, sobra mais tempo para você e para curtir a família sem estresse. Algumas medidas simples podem ser adotadas para facilitar esse processo, por exemplo: 

  • tenha uma agenda para a casa e anote nela compromissos e consultas médicas;
  • use e abuse dos aplicativos para registrar dados importantes do seu recém- nascido, como horário e volume das mamadas, trocas de fraldas, estado das fezes e urina;
  • deixe a bolsa de passeio do bebê sempre pronta para sair em casos de emergência;
  • envolva os filhos e o marido nas tarefas domésticas;
  • coloque as contas em débito automático, assim, você tem uma preocupação a menos.

Não tenha medo de amamentar

Muitas mamães acham que o aleitamento engorda, mas isso não é verdade. Mesmo que você se sinta mais cheinha e com muito apetite nesse período — fique calma, é normal! —, lembre que a amamentação consome muitas calorias. A maioria das pesquisas já feitas demonstram que as mulheres que amamentaram exclusivamente nos 6 primeiros meses tendem a ser mais magras do que as que não amamentaram.

Mesmo que você esteja um pouco acima do peso nos primeiros 4 meses, fique tranquila: mulheres lactantes perdem peso lenta e gradualmente até o final do primeiro ano. Sabe-se, também, que o leite materno é o melhor alimento do mundo e que a mamada é um importante momento para estreitar a relação mãe-bebê, portanto, os benefícios são infinitamente maiores que qualquer prejuízo estético. Entendeu?

Faça exercícios físicos

Desde a década de 90, o American College of Obstetricians and Gynecologists (ACOG) considera a prática de exercícios físicos uma recomendação segura e indicada para todas as gestantes saudáveis, mas levaram-se décadas para mudar esse paradigma no Brasil.

Atualmente, a recomendação é a seguinte: mamães, façam atividades de intensidade leve a moderada, como a caminhada, sempre tendo em vista o mínimo de 150 minutos semanais.

Mulheres fisicamente ativas podem manter as atividades físicas, mas devem adaptá-las ao período gestacional com a supervisão de um educador físico após o aval do médico. Isso evita que a mulher perca os benefícios cardiovasculares conquistados com a prática de exercícios antes da gravidez. Nada de ficar parada, combinado?

Tenha paciência

Um estudo canadense publicado pela revista científica Diabetes Care mostrou que 80% das mulheres não retornam à forma original imediatamente após o parto, e que o período entre 3 e 12 meses após o nascimento da criança é o ideal para perder os quilinhos indesejados. A pesquisa mostrou, ainda, que o peso de uma mulher um ano depois do parto é uma forte pista de como estará seu corpo 15 anos mais tarde.

A hipótese, segundo os pesquisadores, é que o efeito cumulativo do ganho de peso durante cada gravidez aumenta o risco para males como diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares. O problema é que o período ideal para emagrecer — 3 a 12 meses pós-parto — é também o período mais caótico na vida da mãe, que tende a dormir pouco e a não ter tempo e disposição para os exercícios. Então, seja paciente, respeite o seu corpo e tente não se cobrar demais.

Como vimos, é muito importante contar com o apoio do parceiro para reservar um tempinho diário para você. Dividir as tarefas e organizar a rotina da casa facilita na hora de praticar exercícios e ter uma alimentação equilibrada. E não se preocupe: quando feitas com o acompanhamento de profissionais responsáveis, a restrição dietética e a prática de exercícios físicos não trazem prejuízos à lactação.

Você tem alguma dica sobre como emagrecer depois da gravidez? Já usou algum método especial de planejamento e organização para o período pós-parto? Se sim, comente aqui e conte pra gente a sua experiência!

Posts Relacionados
/

Você já se perguntou como ficará seu corpo após a gravidez e se ele vai voltar ao normal?…

0 0
/

Você já se perguntou como ficará seu corpo após a gravidez e se ele vai voltar ao normal?…

0 0
Leave a Reply

Your email address will not be published.